Um Império nos Trópicos (RPA RPG)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Um Império nos Trópicos (RPA RPG)

Mensagem por D Pedro II em Sab Jan 07, 2017 9:53 pm

Introdução e regras

Olá! Sejam bem-vindos ao RPA RPG interativo chamado Um Império nos Trópicos. Esse RPA será beaseado no jogo Victoria II, da Paradox, e será focado no Império do Brasil entre os anos de 1836 e 1936. Durante este século, acompanharemos as pessoas por trás do sucesso ou da falha desta nação tropical: os ministros e deputados. Apoiando ou opondo o jovem Imperador Pedro II, esses personagens serão vocês: os jogadores. VocÊs é quem definirão os rumos desta jovem nação e decidirão entre vocês qual o melhor rumo a se tomar.

Cada um de vocês assumirá o papel de um personagem. Terão que fornecer um nome, a data de nascimento/idade (preferencialmente não mais novo do que 35 anos), uma breve história, e o partido ao qual se filia (estes serão dados ao longo do jogo). Dois de seus personagens participarão das eleições para chefe de gabinete dos ministros, que serão votados pelo restante dos deputados. Aquele que obtiver o maior numero de votos vence. O chefe de gabinete irá definir as políticas econômicas, sociais, militares, interna e externa do país, além de poder propor leis que serão votadas pelos deputados. Os deputados terão o direito também de propor projetos de lei e auxiliar, apoiar, opor e questionar o chefe de gabinete atuante.As eleições acontecerão a cada 4 anos dentro do jogo. Sempre acontecerão em 1º de Dezembro e o novo chefe toma posse em 1º de Janeiro.

As atualizações do jogo acontecerão a cada eleição ou quando se der algum evento de significativa importância. Após cada atualização de mandato, será indicado que começarão as eleições. Assim, os dois deputados que quiserem se eleger para chefe de gabinete devem apresentar as suas candidaturas e propostas. Quanto mais detalhado, melhor. Após essa apresentação, poderão ocorrer os debates, tanto entre candidatos como com os deputados. A mídia (admin) também poderá aparecer de vez em quando, buscando trazer atenção para um dos pontos de certo candidato ou simplesmente para deixar as coisas mais interessantes. Terminado o tempo para os debates, será feita uma atualização sobre as eleições, na qual será apresentado o ticket de cada candidato. Todos os jogadores deverão votar (os candidatos podem votar em si mesmos). Quando todos tiverem feito seus votos, o vencedor será anunciado e começará o próximo mandato, que será jogado de acordo com as políticas enviadas pelo vencedor. Terminado o mandato, será enviada a atualização e recomeçarão as eleições.

Projetos de lei funcionarão na mesma dinâmica. Eles deverão ser criados e escritos pelo chefe de gabinete ou deputado e apresentados aqui. Então começará a votação para que seja ou não aprovado. Caso aprovado, será incrementado ao jogo.

A primeira atualização será feita com o final do atual mandato e apresentará a situação atual, em 1836. Logo após ela, as votações já começarão.

Obrigado por jogarem e boa sorte!
avatar
D Pedro II
Admin

Mensagens : 3
Data de inscrição : 07/01/2017

Ver perfil do usuário http://imperionostropicos.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Os Farroupilhos

Mensagem por D Pedro II em Qui Jan 12, 2017 11:45 pm

1836


Em 1836, o Império do Brasil passava por um momento conturbado.


Brasil, em 1836, na América do Sul

Há apenas cinco anos, o seu Imperador e Defensor Perpétuo, Dom Pedro I, havia deixado o país para retornar a Portugal e defender a sua posição sobre o trono lusitano. Havia deixado seu filho, o pequeno Pedro de Alcântara, de apenas 6 anos, para governar quando atingisse a idade adulta.

No meio tempo, o Brasil seria governado por um regente escolhido pelo parlamento, alguém que pudesse manter o país unido e íntegro até que o Imperador pudesse assumir. No entanto, esse sistema não estava obtendo muito sucesso.


Painel diplomático da República Rio-grandense, 1836.

No começo do ano, estourou uma rebelião geral na província do Rio Grande do Sul, buscando a independência da auto-proclamada República Rio-grandense, sob a presidência do rebelde Bento Gonçalves. Tal ato representava uma ameaça à integridade territorial brasileira e Antônio Feijó, o regente em exercício, ordenou a repressão imediata da rebelião. O exército se preparou para agir.

Em 1836, o Exército brasileiro estava dividido. Uma pequena força pacificadora de seis mil soldados de infantaria, o II Corpo de Exército, sob o comando do general Celso Marques de Sousa, estava posicionado na cidade de Desterro, preparada para intervir no Rio Grande do Sul. Porém, os relatos de seus batedores mostravam uma situação preocupante: as forças gaúchas, sob o comando do próprio Bento Gonçalves, contavam com pelo menos 12 mil homens. E estavam marchando direto para as forças brasileiras.


Bento Gonçalves e seus gaúchos marchando em direção às forças brasileiras em Desterro. Fronteira entre Rio Grande do Sul e Paraná, 1836.

O general Marques de Sousa percebeu que se encontrava em uma posição complicada. Não poderia permanecer em Desterro, ou seria esmagado pelas forças de Bento Gonçalves. Optou por recuar ao mesmo tempo em que enviou uma mensagem de socorro para a capital. No Rio de Janeiro se encontrava o I Corpo do Exército, o restante das forças armadas brasileiras, sob o comando do general Lima e Silva. Com os seus 12 mil homens bem treinados, seria mais capaz de lidar com a situação no Rio Grande do Sul e salvar os homens de Marques de Souza, se conseguisse chegar a tempo.


O I Corpo do Exército, sob o comando de Lima e Silva, aguarda ordens para entrar em ação. Rio de Janeiro, 1836.

Uma modernização do exército, porém, deveria ser considerada, uma vez que as Forças Armadas do Império, em sua situação atual, nada poderiam fazer caso a sua soberania na América do Sul fosse ameaçada. Mas em um país no qual 80% da população eram de fazendeiros ou escravos e apenas 7,7% dos brasileiros sabiam ler ou escrever, esta seria uma tarefa árdua. E uma que deveria ser enfrentada o mais rápido possível pela regência de Antônio Feijó.

-X-

Situação no parlamento:

Bem, esta é a atualização geral sobre o que está acontecendo no Brasil no começo deste RPG. Como vocês viram, estamos focados na Revolução Farroupilha e na administração do regente Antônio Feijó.
Por enquanto vocês tem duas coisas a fazer. Primeiramente, introduzam o personagem de vocês, com nome, data de nascimento, partido a qual é afiliado (Conservador, Liberal ou Restaurador), estado de origem e uma história (breve ou não) de sua vida. Por exemplo:

Nome: João da Silva
Nascimento: 1799.
Partido: Conservador
Província:Bahia
História: João da Silva nasceu em uma família de aristocratas na cidade de Salvador, na Bahia. Sua família, muito rica, possuía vários engenhos de açúcar que foram herdados por ele quando seu pai faleceu, em 1822. João sempre foi um grande regionalista baiano e, em 1808, aplaudiu a vinda da Coroa portuguesa para o Brasil. Durante a independência do Brasil, apoiou Dom Pedro I e José Bonifácio e o modelo político proposto para o Brasil. Satisfeito com os resultados e a manutenção quase completa do status quo, João da Silva optou por entrar para a política pelo Partido Conservador. Conseguiu ser eleito para o parlamento brasileiro e agora defende os seus ideais escravistas, federalistas e militaristas.

Segue para vocês uma lista dos estados que podem ser escolhidos

Estados:

Amazonas
Pará
Mato Grosso
Maranhão
Rio Grande do Norte
Pernambuco
Bahia
Minas Gerais
São Paulo
Rio de Janeiro
Paraná
Rio Grande do Sul

Além disso, depois de todos terem introduzido seus personagens, vocês deverão eleger um de vocês para ser vice-regente de Antônio Feijó, para poder governar caso ele tenha que abdicar. Para isso, dois de vocês deverão se candidatar. Por exemplo:

Personagem: João da Silva
Candidatura: Partido conservador

Após isso, os outros deverão votar em quem será o vice. Qualquer dúvida, podem perguntar.

Boa sorte a todos!
avatar
D Pedro II
Admin

Mensagens : 3
Data de inscrição : 07/01/2017

Ver perfil do usuário http://imperionostropicos.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum